segunda-feira, 24 de junho de 2013

EU CORRO PORQUE - Alessandro Ribeiro

Quem nunca ouviu a expressão "quer apostar uma corrida", muito comum na nossa infância? Alessandro Ribeiro, que trabalha na Gazeta Press e que aos 30 anos só batia uma bolinha aos finais de semana, em 2005 apostou com um colega de trabalho que correria a tradicional São Silvestre, prova que o marcou para sempre. Mesmo sem roupas e tênis apropriados e muito menos treinamento, Alessandro levou a aposta a sério e terminou em 1h28, tempo muito comemorado. Depois disso percebeu que a corrida tomaria conta de sua vida. Hoje, aos 38 anos, e com 135 medalhas, não pensa em parar tão cedo.


Alessandro Ribeiro, 38 anos, 135 corridas 


  • por que começou a correr - por uma aposta com um colega de trabalho de que conseguiria correr a São Silvestre, meu tempo foi de 1h28
  • onde costuma treinar - treino duas vezes por semana, da Av Paulista para minha casa, no bairro Sta. Teresinha (Zona Norte) e aos finais de semana, no Horto Florestal
  • o dia de herói - foi a minha primeira São Silvestre, porque eu não tinha o treinamento e nem tênis adequados e fiz um bom tempo
  • corrida dos sonhos - Maratona de Chicago
  • antes da largada - nada demais, só uma oração
  • na chegada - outra oração por ter concluído, e não pode faltar o beijinho da filhota que dá muita sorte
  • pior corrida - foi na de 7 de Setembro de 2006, tive uma contusão no joelho e fiquei parado por quase um ano
  • correr é - liberdade
  • quem admira no esporte - o cara que admiro é o Usain Bolt mesmo não sendo maratonista, e o Zé João da Silva, bicampeão da São Silvestre que conheço pessoalmente é o primeiro da lista 

Quer ter sua história publicada? entre em contato pelo e-mail: seguidoresdefidipides@gmail.com