terça-feira, 23 de julho de 2013

EU CORRO PORQUE - Elbiana Cardoso Soares

Em certo ponto da vida, temos de fazer algumas escolhas para garantir o nosso futuro, principalmente na carreira de atleta amador. Este foi o caso de Elbiana Cardoso Soares, que sempre foi apaixonada por corridas de rua, mas a faculdade tomou todo o seu restinho de tempo. Após concluir os estudos, sempre comentava com a irmã que gostaria muito de voltar a correr, porém, a preguiça não deixava. Até que um dia ela ganhou uma inscrição para uma prova de 5K no autódromo de Interlagos, em 2011. Sem um treino específico, pensou em desistir várias vezes durante o percurso que é muito difícil, mas o gosto pela vitória pessoal a fez cruzar a linha de chegada como uma vencedora. "Depois dessa corrida, prometi que iria voltar a treinar e não parar mais de correr".
Elbiana Cardoso Soares - secretária executiva - 29 corridas
Curiosidades de corredor - em uma corrida e já muito cansada do percurso,

chegando no final da corrida tinha  uma subida de assustar qualquer pessoa, e as minhas pernas travaram na hora. Eu tentava correr e nada acontecia, parecia que não saía do lugar. Até que ouvi uma mulher dizer: "Corre Pacheco, você consegue". Eu olhei pra trás e me dei conta que uma mulher havia lido na minha camiseta o nome da Assessoria que participo. Era visível que eu estava muito cansada e não ia ter forças para subir, mas o estímulo daquela mulher me a deu força que precisava. Subi tão forte que nem acreditei!

onde costuma treinar – eu treino na pista de cooper Vinício Stancati no Museu do Ipiranga 
o dia de heroína - foi na minha melhor classificação por categoria, fiquei em 3º lugar na 1º Corrida do Jockey Club. Foi muito bom, mesmo não levando troféu, que foi entregue somente para a primeira colocada, me senti realizada.
corrida dos sonhos - a corrida que sonho desde março vai ser a minha primeira meia maratona, em agosto, quando irei estrear na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. Nunca imaginei que um dia correria uma meia. No início do ano, conversando com uma amiga, essa vontade surgiu e, desde então, tenho treinado muito para esse dia.
antes da largada - eu tenho costume de me aquecer bem, e depois sempre oro a Deus pedindo para que tudo dê certo
na chegada - na chegada agradeço a Deus, primeiramente, por mais uma etapa cumprida, tomo bastante água e paro um pouco para me alongar, principalmente as pernas.
pior corrida -  foi em 2012, na corrida Droga Mata 5K. Durante a prova, pisei em um buraco onde torci o pé de tal forma que não conseguia encostá-lo no chão, faltando 2 km para cruzar a linha de chegada. Me lembro que fiquei muito chateada, terminei andando com muita dor e, por insistência, tentava voltar a correr e doía demais, mas cruzei a linha andando.
quem admira no esporte - eu admiro o corredor Alan Fonteles, atleta paralímpico que, mesmo com as duas pernas amputadas, tem muita garra e determinação. Ele vem mostrando seu trabalho a cada corrida e a cada medalha conquistada, sendo aqui ou fora do país.
correr é - se superar e confiar em sua determinação.



Quer ter sua história publicada? entre em contato pelo e-mail: seguidoresdefidipides@gmail.com