segunda-feira, 1 de julho de 2013

EU CORRO PORQUE - Roberta Fabbri

O ano mal começa e a atleta Roberta Fabbri coloca todos os amigos para correr, mas, calma, no bom sentido, claro! Todos recebem os extensos calendários
do ano todo elaborado por ela, que pesquisa sites e mais sites das empresas que organizam corridas. Tudo começou em 2008, quando deixou o sedentarismo e começou a nadar por incentivo do irmão Roberto Fabbri, mas percebeu que precisava de algo a mais, então, o jeito foi aceitar o convite de uma amiga para correr. O que, por sinal, não parou mais e já lhe rendeu 154 medalhas. E um dos dias mais importantes para ela foi quando completou a 100ª corrida cercada de amigos. Leia sua história

Roberta Fabbri - 154 corridas

Por que começou a correr - comecei a correr depois que recebi um convite da minha amiga Cristian, que também fazia natação comigo na época
Onde costuma treinar e quantas vezes por semana - durante a semana, treino na rua mesmo e, aos finais de semana, no Parque Ecológico Tietê. Geralmente corro duas vezes por semana.
O dia de heroína - são tantos momentos, mas posso citar as minhas primeiras corridas de 10 Km, a Mizuno 10 Milhas, a São Silvestre, a meia maratona Golden Four Asics, Corrida Panamericana, no Rio de Janeiro, Volta Internacional da Pampulha, a Meia de Sampa, onde bati meu recorde pessoal e a Meia da Ponte Rio/Niterói.
Corrida dos sonhos - alguma fora do País.
Antes da largada - dependendo da corrida, bate aquela ansiedade. Mas não corro sem antes fazer o sinal da Cruz sobre meu peito.
Na chegada - dependendo da corrida, lágrimas rolam pelo rosto. Várias sensações predominam, como a alegria, a sensação da vitória, a sensação de mais uma conquista.
Pior corrida - IX Troféu da Independência em 2010, onde corri os 10 Km debaixo de chuva e o Circuito Metropolitano de Carrera de Montanha, porque corri com fortes cólicas e dores no baço.
Quem admira no esporte - de tanto assistir aos vídeos, Steve Prefontaine. Também Usain Bolt, Adriano Bastos e Marilson Gomes dos Santos.
Já pensou em parar - só se eu estiver em cima de uma cama.
O que pensa quando está na corrida - dependendo da corrida, vários pensamentos tomam conta. Penso principalmente na energia positiva e nas vibrações dos amigos, penso naqueles que eu gostaria que estivessem ali comigo e se eu estiver com um desempenho ruim durante a corrida, penso em terminar logo.

Correr é - minha paixão

Quer ter sua história publicada? entre em contato pelo e-mail: seguidoresdefidipides@gmail.com