quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A CORREDORA INCANSÁVEL


Um caso único dentro do esporte mundial e talvez uma das maiores utopias de todos os corredores: correr sem se cansar. É o que, de certa forma, acontece com a ultramaratonista norte americana, Diane Van Deren, de 52 anos.  Depois de perder um pedaço do cérebro em uma cirurgia, a corredora desenvolveu a "habilidade" de esquecer a distância percorrida durante a corrida, o que acaba atrasando a chegada do cansaço.
Em entrevista ao Esporte Espetacular, Diane explicou o que acontece com ela na hora da corrida. “Eu perco os detalhes. Todos os detalhes. Não me lembro de quando iniciei a corrida e não consigo ter a exata noção de quantos quilômetros percorri. É muita informação e meu cérebro não consegue processar”, disse.
Com menos cansaço, resultados impressionantes apareceram. Durante uma ultramaratona nos Estados Unidos, Diane percorreu 1.600km (mesma distância entre o Rio de Janeiro e Porto Alegre) em 22 dias, cinco horas e três minutos. A mais rápida entre as mulheres, no auge de seus 52 anos e mãe de três filhos.
Durante sua juventude, Diane era tenista e mantinha uma vida saudável e atlética. Mas, aos 28 anos de idade, médicos diagnosticaram que ela sofria de epilepsia. Uma doença que ataca o cérebro e que, geralmente, é controlada com medicamentos. No caso da ultramaratonista, foi tão grave que ela precisou retirar um pedaço do cérebro em uma cirurgia, para se livrar da doença.
“O lobo temporal direito [pedaço do cérebro que Diane precisou retirar] é responsável, principalmente, pelo que chamamos memória curta. Aquela que você usa pra lembrar-se do filme que viu na semana passada ou o que comeu no café da manhã”, disse o neurologista Mark Spitz responsável pelo tratamento de Diane.
Agora, Diane só se preocupa com a sua respiração e suas passadas. “Me levanto, calço meus tênis e vou correr. Só penso no ritmo, ouço minha respiração, ouço meus passos e vou em frente. É uma sensação de liberdade”, encerrou.
site - O2 por minuto