segunda-feira, 12 de agosto de 2013

TARAHUMARAS - Super Corredores

TARAHUMARAS – SUPER CORREDORES


Por Vinícius Heine e Roberta Gaspar


Se correr uma maratona (42,195 Km) lhe parece dificil, imagine correr 700Km em pouco mais de 48 horas: o equivalente a aproximadamente 16 maratonas sem parar. E o que é mais impressionante: correr descalço ou com calçados rústicos.


Estamos falando dos Tarahumaras, povo de uma tribo do México que tem uma genética muito diferente da maioria das pessoas. Eles/elas podem correr por um tempo enorme, descalços, em chão pedregoso e montanhoso.

Existem cerca de 70.000 que vivem na Serra Madre Ocidental no Noroeste do México. Fazem parte da linhagem índigena asteca Uto e estão estreitamente relacionados com os Apaches do sudoeste dos Estados Unidos. A área onde vivem é extremamente difícil, uma cadeia de cinco desfiladeiros profundos, rodeado por altas montanhas com quase 2.000 m de altura. Três dos cinco cânions são mais profundos que o Grand Canyon dos Estados Unidos. O terreno é muito acidentado e nunca foi completamente mapeado e explorado.


Por que possuem uma genética tão diferente? A ciência está interessa em compreende-los. Estudos realizados pela Universidade do Arizona afirmam que eles são naturalmente os melhores corredores de ultramaratonas do mundo. Em suas atividades normais diárias correm em média 26 km por dia. Para esses índios, correr é mais do que esporte, a corrida é literalmente a vida.



Desde de 1992 os Tarahumaras tem sido levados para participar de competições públicas. Os resultados são inesperados, em decorrência do seu nível cultural, pela falta de apreço por premiação, por sua timidez e desconhecimento dos equipamentos utilizados. Mesmo com todas dificuldades, várias ultramaratonas nos Estados Unidos, foram vencidas por representantes Tarahumaras.