terça-feira, 4 de março de 2014

O TERROR DO SMARTPHONE

Quem me conhece sabe que se existe algo que me irrita é esse tal de smartphone. Para mim, ele é o terror do século na mão de algumas pessoas. Sem dúvida, é o melhor meio de comunicação até o momento. E não sou somente eu que reclamo. Recentemente, atores de teatro lançaram uma campanha para o pessoal se conter e não usar o bendito durante a peça, porque a luzinha desconcentra o ator, no cinema, é pior ainda. 

Por que este meu trauma do aparelhinho, já que eu que eu também tenho um, claro, embora tente usá-lo com o máximo de cuidado? Em algumas provas, principalmente a São Silvestre, o que mais tem é corredor com o celular, gravando vídeos, fotografando e atrapalhando os demais.

Por exemplo, na corrida do aniversário de São Paulo no Ibirapuera, estava focado em conseguir um bom tempo, daí, passando pelo pórtico de largada, um cara para na minha frente para fazer um self (foto de si mesmo). Parece brincadeira, mas acredite é comum acontecer.

Por isso, todo semancol é pouco na hora de usar o celular durante uma prova. Quer registrar o momento daquela corrida tão aguardada, sem ser um estorvo na vida dos outros corredores? Então olhe ao redor, certifique-se que não irá atrapalhar ninguém, se possível, posicione-se de preferência na calçada ou no canteiro central e capriche no clique. Use o smarphone a seu favor, e não para atrapalhar os outros!!!